Evento marca 100 dias da nova gestão da Cohab Minas

Evento marca 100 dias da nova gestão da Cohab Minas

Uma reunião técnica de trabalho, realizada nesta semana, no Auditório JK, na Cidade Administrativa, em Belo Horizonte, marcou os 100 dias da nova gestão da Companhia de Habitação do Estado de Minas Gerais (Cohab). Os trabalhos foram conduzidos pelo novo presidente, Bruno Alencar, que apresentou um diagnóstico feito sobre a situação encontrada.

Segundo ele, o cenário é delicado, não só devido ao panorama financeiro caótico da companhia, mas também pela protelação na solução de passivos que foram se acumulando ao longo dos 54 anos de existência da Cohab. “Os números são desastrosos. Nos últimos quatro anos, a companhia custou ao cidadão mineiro algo próximo de R$ 160 milhões para entregar apenas 45 casas, que, teoricamente, seria a razão de sua existência”, afirmou.

Além dos membros do Conselho de Administração, foram apresentados aos funcionários da empresa a nova Diretoria Executiva. Após processo seletivo, realizado com o apoio gratuito de uma empresa paulista de recrutamento de executivos, o diretor técnico e o diretor administrativo foram contratados.

O engenheiro Walter Melo Abreu assumiu a Diretoria Técnica, que é responsável por todos os temas finalísticos e entregas da Cohab. Walter passou por grandes construtoras, e foi responsável técnico de empreendimentos complexos, como o prédio Gerais, na Cidade Administrativa. Também tem larga experiência com a construção de unidades habitacionais econômicas, tendo construído aproximadamente 5 mil delas na periferia do Rio de Janeiro.

A Diretoria Administrativa fica sob responsabilidade de Leonardo Petrus, servidor de carreira da Secretaria de Estado de Educação, onde atuou como subsecretário de Administração do Sistema Educacional, tendo sido responsável pela gestão de quase 4 mil escolas, desde a manutenção do seu dia a dia, como também construção de novas unidades. Leonardo, formado em Ciências Contábeis, estava em Belém do Pará coordenando um projeto do Banco Interamericano de Desenvolvimento, antes de ser aprovado no processo seletivo e regressar para Minas.

Para a Diretoria Jurídica a Cohab passa a contar com a experiência de Roney Torres. Procurador do Estado aposentado, Roney, que é egresso da Faculdade de Direito da UFMG, foi responsável por importantes unidades jurídicas do Estado, tendo por oito anos atuado como advogado-geral adjunto, posteriormente ocupando o cargo de advogado-geral do Estado. A presença do jurista, segundo o presidente da companhia, aproxima a Cohab de soluções concretas para os passivos de grande complexidade.

Para completar o time, a Cohab contará com Letícia Torres, na função de vice-presidente. Assim como Bruno Alencar, ela é formada em Administração pública pela Fundação João Pinheiro e faz parte do quadro de servidores da Seplag, na carreira de Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental. Letícia atuou como subsecretária de Casa Civil e, antes de aceitar o desafio, estava dedicada a projetos na São Paulo Parcerias S/A.

O governador Romeu Zema participou do evento acompanhado da secretária de Desenvolvimento Social, Elizabeth Jucá. A mensagem levada pelo governador foi de que a austeridade é uma marca de seu governo e que ele irá trabalhar incessantemente para recuperar Minas do cenário caótico que se encontra.